sábado, 30 de junho de 2012

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=381970731863302&set=a.207858005941243.52155.100001511359803&type=1&theater
SOU ARTESÃ COM MUITO ORGULHO................



A moda esta nas corujinhas de tecido....existe uma variedade de corujas feitas de tecido assim como almofadas, bolsas ,ecobag e etc...mobilesssssssssss como lembrancinhas enfim várias estas são de amigas da net mais faço umas linda também .....são uma graça....



sexta-feira, 29 de junho de 2012

 Espaços geniais decoração simples e singelas,aconchegantes o seu dia a dia ficará muito mais gostoso com estas imagens eu me sinto super bem ao ver estas imagens e tento me imaginar nelas sonhos gente todos nos temos e eu não sou diferente das demais amigas...curtam elas algumas já se tornaram realidades e outras estão nos planos e realizações chego lá.....













terça-feira, 26 de junho de 2012


GRANDES SIGNIFICADOS...
Solidão é uma ilha com saudade de barco. Saudade é quando o momento tenta fugir da lembrança para acontecer de novo e não consegue. Lembrança é quando, mesmo sem autorização, seu pensamento reapresenta um capítulo. Pouco é menos da metade. Muito é quando os dedos da mão não são suficientes. Angústia é um nó muito apertado bem no meio do sossego. Preocupação é uma cola que não deixa o que ainda não aconteceu sair de seu pensamento. Certeza é quando a idéia cansa de procurar e para. Intuição é quando seu coração dá um pulinho no futuro e volta rápido. Sucesso é quando você faz o que sempre fez, só que todo mundo percebe. Vergonha é um pano preto que você quer pra se cobrir naquela hora. Ansiedade é quando sempre faltam 5 minutos para o que quer que seja. Sentimento é a língua que o coração usa quando precisa mandar algum recado. Raiva é quando o cachorro que mora em você mostra os dentes. Tristeza é uma mão gigante que aperta seu coração. Felicidade é um agora que não tem pressa nenhuma. Desilusão é quando anoitece em você contra a vontade do dia. Desculpa é uma frase que pretende ser um beijo. Razão é quando o cuidado aproveita que a emoção está dormindo e assume o mandato. Ainda é quando a vontade está no meio do caminho. Paixão é quando, apesar da palavra "perigo", o desejo chega e entra.
Amor é quando a paixão não tem outro compromisso marcado. Não. Amor é um exagero... Também não. É um "desaforo"... Uma batelada? Um exame, um dilúvio, um mundaréu, uma insanidade, um destempero, um despropósito, um descontrole, uma necessidade, um desapego? Talvez porque não tivesse sentido, talvez porque não houvesse explicação, esse negócio de amor, não sei explicar. -Angelica Maximo-
 — com Luis Bedoya.

domingo, 10 de junho de 2012